Press "Enter" to skip to content

A hora do soninho

0

A hora do soninho é sagrada. Não somente para a criança, mas também para os pais, que muitas vezes ficam cansados com a rotina diária. Entretanto, muitos pequenos, de diferentes idades, apresentam dificuldades para dormir.

Alguns dados relevantes

Esses problemas são comuns durante a infância, mas devem ser observados com atenção pelos pais. Segundo especialistas, cada criança precisa de um determinado tempo de sono para que consiga descansar de forma correta (veja abaixo):

– Recém-nascidos: de 10 horas e meia a 18 horas de sono

– Bebês até um ano: uma média de 14 horas

– Até 3 anos: cerca de 13 horas.

Até os 5 anos, aproximadamente 30% dos pequenos acordam no meio da noite ou demoram a pegar no sono. Estudos indicam que crianças que dormem mal têm mais chances de ter problemas no desenvolvimento físico. Isso porque, na infância, cerca de 90% do hormônio do crescimento é liberado durante o sono.

Uma pesquisa realizada pelo American College of Gastroenterology apontou também que crianças com dificuldades para dormir, com distúrbios de sono ou que simplesmente não descansam o tempo necessário são mais propensas a apresentar problemas gastrointestinais, como azia, dores, cólicas e vômitos, e também ficam menos dispostas.

Se observar algum distúrbio ou problemas constantes que atrapalhem o sono da criança, procure ajuda médica.

Toda dica é bem vinda!

Sua ajuda é muito importante nesse processo. Veja o que você pode fazer:

– Na hora da criança dormir, evite oferecer alimentos com cafeína (chocolate, café, chás e refrigerantes). A cafeína estimula o sistema nervoso, o que pode prejudicar o início e o período do sono;

– Durante a noite, substitua brincadeiras agitadas e exercícios físicos por atividades que não deixem as crianças aceleradas e eufóricas;

– Um banho quentinho e uma massagem com óleos podem ajudar;

– É essencial que os pais criem uma rotina para criança na hora do sono.

Seu filho (a) teve ou tem dificuldades para dormir? Conta um pouco da sua experiência para a gente. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *